Resenha: Coleção Diário da Princesa

22:38

Olá olá! Tudo bem com vocês? É, não se engane, você leu direito... Vou falar da coleção de livros Diário da Princesa! Mas por quê? Esse mês, o desafio da Farofa Literária foi ler um livro que marcou a sua infância e eu escolhi o Diário da Princesa, porque, de fato, amava essa história quando mais nova eee eu nunca terminei de ler a coleção inteira, então achei uma boa oportunidade para saber como terminam os diários da Mia.


Fiz pequenas resenhas dos volumes 1 ao 5, que foram o que li esse mês. Falarei rapidamente sobre cada um deles, que são realmente livros muito rapidinhos de serem lidos. Em breve, farei a parte final com os que faltam para finalizar a coleção ;)


Diário da Princesa: Mia Thermopolis, uma garota nova-iorquina comum, descobre, de repente, ser a herdeira de um reino europeu. Ela vai, então, morar com seu pai, para aprender a agir como a verdadeira nobre que é. Mas sua avó, a velha princesa Genovia, acha que ela tem muito a aprender antes de poder subir ao trono. Um grande romance que chega às telas em uma produção dos estúdios Disney.

É basicamente isso. A Mia, personagem principal, leva uma vida normal, mora em New York e sofre bullying na escola (que na época em que li, acho que ainda nem levava esse nome e eu me identificava com ela), quando, de repente, descobre ser uma princesa. E não gosta disso! Eu não consigo entender por que não gostar de algo assim... Claro, isso pode ter sido pensado para fazer os leitores sentirem simpatia por ela, mas eu continuo não conseguindo entender como seria ruim. Ela cita o fato de ter vergonha das pessoas na escola e realmente é uma personagem muito discreta, mas também se coloca muito para baixo e isso me irritou um pouco.
Eu provavelmente me identifiquei com ela quando mais nova, porque não fazia parte dos grupinhos populares na escola, mas certamente adoraria a atenção de me tornar uma princesa. Enfim, o livro é bonitinho, mas lendo com a minha cabeça de hoje em dia, percebo o quanto é realmente infantil. Só talvez não tão infantil quanto eu pensei, porque, apesar de ela nunca ter beijado, comenta muito sobre questões relacionadas ao sexo.
Destaco apenas que apesar de não gostar tanto da história como gostava quando mais nova, ainda acho a maneira como a Meg Cabot escreve incrível - para o gênero. Eu conseguia me lembrar de quando lia e revivia alguns dos meus sentimentos ingênuos daquela época. Além de que eu ainda acho muito engraçadas as anotações da Mia sobre as aulas, e considero uma sacada genial da autora!


A princesa sob os refletores: Mia recebe uma notícia bombástica: sua mãe está grávida de seu professor de álgebra. Ainda em choque com a novidade, Mia nem imagina o que a espera pelos próximos dias...

Achei mais dinâmico que o primeiro, pois não fica naquela chatice da Mia reclamando do fato de ser princesa. Ela já aceitou e aqui está aprendendo a se tornar uma princesa melhor. Podemos até começar a notar que ela gosta de algumas coisas, como o vestido que se parece com o da Glinda, a Bruxa boa. Além disso, ela parou com aquela maluquice que dizia sentir pelo Josh e finalmente nos admite ser apaixonada pelo Michael, irmão da Lilly.
No entanto, outro ponto que eu não entendo no livro é como a Mia pode ser amiga da Lilly! Essa garota é uma louca e péssima amiga, sempre menosprezando a Mia e tudo que ela faz. Não consigo entender essa auto estima da princesa, que insiste em dizer que se acha feia e ainda idolatra essa amiga dela...
Mas o ponto divertido do livro é acompanhar a Mia tentando descobrir quem é o seu admirador secreto e isso me deixava louca para terminar logo, pois eu não lembrava quem era - apesar de ficar bastante óbvio em determinado momento.

A princesa apaixonada: Mia divide seu tempo entre três coisas: a preparação para sua irritante entrée na sociedade genoviana, sob a direção de uma não menos irritante avó; os congestionamentos de Manhattan, em Nova York, e as elaboradas desculpas para escapar de Kenny, seu namorado. Afinal, Mia, na verdade, está apaixonada por outro rapaz. 
Nesse livro, já começo torcendo para dar certo entre a Mia e o Michael. Ok, eu lembro algumas coisas vagamente, mas não sei como chegam até lá. Só que o problema é que a Mia precisa lidar com o Kenny, quem descobriu ser seu admirador secreto e sabe-se lá por qual motivo, ela aceitou se tornar namorada dele. Sério, eu definitivamente não entendo por que ela aceitou isso, mas ok.
Esse foi o que mais gostei até agora, porque acompanhamos sua evolução como personagem, lidando melhor com seus amigos, com a sua situação na escola e com as lições de princesa. Ela está mais ousada e tomando atitudes melhores - apesar de ainda estar amadurecendo e percebermos claramente isso. Alguns personagens novos aparecem e eu gosto da dinâmica que eles trazem ao livro - como o estilista que poderia ser o sucessor do trono se não fosse por ela. Mas eu gostaria que tivesse um pouco mais de polêmica envolvida nisso.
De forma geral, eu gostei desse volume e torci muito para ela terminar logo com o Kenny e se declarar para o Michael! Apesar de que no final, ela começou a ficar meio boba nesse novo relacionamento... Mas torci para melhorar no próximo.


A princesa à espera: Mia Thermopolis, a princesinha que encantou jovens de todo o mundo no romance e no filme O diário da princesa, está de volta. Neste novo e quarto volume da série, A princesa à espera, Mia, depois de finalmente ter conquistado o coração do rapaz por quem era apaixonada, Michael Moscovitz, precisa passar as férias na Genovia, a milhares de quilômetros de seu amado.

Não melhorou em nada esse relacionamento. Na verdade, esse foi o pior até agora... Parece que tudo que acompanhamos a Mia amadurecer, ela deixou nos EUA. Ela vai para a Genóvia, para sua primeira apresentação oficial e se torna criança de novo... Suas inseguranças são bastante sem sentido e um mau exemplo para jovens que leem esse livro e idolatram a Mia.
Definitivamente não gosto desse complexo de inferioridade dela e dessa loucura dela ficar toda desesperada, achando que o Michael vai trocá-la por alguém. Eu sei que ela ainda é muito nova e tem muito tempo para crescer e aprender a gostar dela mesma, mas acho tão exagerada a insegurança dela e tão baseada em nada. Lembro que quando era pequena, eu também era assim... Mas por influência de quê? Talvez desse próprio livro!
Além disso, sinto que a história aqui é uma completa perda de tempo! Mia passa a maior parte do tempo contando sobre seus dias em Genóvia, como princesa. Mas são muito superficiais... Algo que poderia ser grandioso e cheio de detalhes como sempre foi a vida da Mia, simplesmente passam como um resumo. Se era para ser um livro só dela esperando voltar a New York, foi totalmente desnecessário.
Depois que ela volta, até fica suportável e o final é até bem bonitinho. Mas não sei o que é que ela estava esperando afinal... Só eu que continuo esperando essa história melhorar.

A princesa de rosa shocking: No quinto volume da série O Diário da Princesa — que deu origem à superprodução dos Estúdios Disney estrelada por Julie Andrews e Anne Hathaway e um dos lançamentos mais vendidos pela Editora Record —, ela precisa convencer o namorado Michael a vestir um smoking, comprar um belo buquê e alugar uma limusine para o evento. 

Ok, melhorou. E foi o livro que eu mais me lembrei dos acontecimentos - provavelmente porque foi o último que li quando mais nova mesma. Bom, a Mia está tendo atitudes um pouco melhores - talvez por causa da responsabilidade de estar esperando seu irmão mais novo nascer. E também pelo fato de que seu relacionamento com o Michael já parece mais firme. Acho ótimas as partes do aniversário dela e me divirto com seu eterno problema se o Michael vai chamá-la ou não para a formatura. Amei a maneira como ela contornou todos os problemas que essa situação lhe causou e conseguiu, afinal, o que queria. Eu continuo não gostando da Lilly, mas amei a reviravolta que o plot de romance dela teve nessa história - o que apenas comprovou meu desgosto por ela, mas desta vez curti esse não gostar da personagem hehe
Bom, em resumo, a Mia realmente parece estar se tornando uma princesa, amadurecendo e reconquistando o  carinho que eu nutria por ela. Gostei e estou bastante curiosa para saber o que vai acontecer nos próximos livros, que eu ainda não li...

Bom, então como eu li esses livros em duas épocas diferentes da minha vida, acho justo colocar as avaliações condizentes com as minhas duas idades.

Avaliação da Tamara criança:

 Avaliação da Tamara de hoje em dia:


E vocês já conheciam essa coleção?

Beeijo

You Might Also Like

28 comentários

  1. Conhecia, mas não li ainda. Adoro esse tipo de livro
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Tamara, tudo bem?
    Sou fã da Meg Cabot, mas se tem algum livro dela que não tenho interesse de ler...são esses, hahaha. A história parece legal, mas ao mesmo tempo, bem juvenil, não faz muito o meu estilo.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi Esther! tudo sim, e você?
      esses são os únicos que li dela.. mas com certeza depois dessa série, vou querer ler outros. realmente, esse é bem infantil mesmo..
      beeijo

      Excluir
  3. Oláaa Tamara! Que post nostálgico! Lembro que na minha pré-adolescência eu lia todos, literalmente, livros dela! Sendo Garota Americana qual me marcou mais. A Coleção o Diário da Princesa eu não curtia muito, mas achava uma leitura muito dahora.

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    www.carolespilotro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ooi carol!! hahaha bem nostálgico mesmo.. nossa, eu adorava os livros dela! mas realmente relendo hoje em dia, como muda a opinião né.. vou procurar esse garota americana!
      beeijo

      Excluir
  4. Oi Tamara! Eu comecei a ler, mas parei no terceiro livro, confesso que me desanimei um pouco, mas como eu adoro a Meg Cabot um dia ainda terminarei de ler todos hehheehhehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Pois é.. na época, eu acabei desanimando mesmo. mas no fundo, sempre tive vontade de terminar, então lá vou eu
      beeijo

      Excluir
  5. Amava os filmes e sempre tive vontade de ler o livro, mas creio que hoje a visão que tenho também é diferente daqui eu tinha na época do filme. Mas continuo gostando da personagem, rs.

    Beijooos!
    canalcereja.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas os filmes são completamente diferente dos livros.. ela até ironiza os filmes no livro hehe
      só que realmente, minha visão mudou muito com relação à história!
      beeijo

      Excluir
  6. Respostas
    1. sim, para quem gosta do gênero, são ótimos! ;)
      beeijo

      Excluir
  7. Oi, Tamara!
    Entendo bem essa mudança de avaliação.
    Quando mais novinha, queria ler esses livros, mas hoje em dia acho que não iria gostar muito :(
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!!
      Pois é.. a gente muda muito e principalmente amadurece.. e esses livros são bem mais infantis mesmo.
      beeijo

      Excluir
  8. Oi! Super entendo as diferentes avaliações kkkkk soube que a série tem muitos livros. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oiee!
      pois é.. a gente muda muito de opinião.. são, são onze livros oficiais, fora os extras :O
      beeijo

      Excluir
  9. Oie Tamara =)

    Li só até o terceiro livro e depois desanimei =( A série é extremamente longa e não sei, pelo menos para mim o terceiro livro tinha terminado tão fechadinho.

    Acho que se for ler hoje, também não vou me encantar tanto com a história. A gente cresce né rs...

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi Ariane!
      Pois é.. é realmente beeem longa, mas estou firme e forte aqui tentando ler. apesar de ser meio infantil, eu fico curiosa haha
      beeijo

      Excluir
  10. Such a lovely post
    Thanks for Sharing!!
    New post is up take a look!!
    http://iamaliyankhan.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Ai que incrível já queria ler todos haha! Assisti os filmes, mas os livros sempre tem um gostinho especial né? haha adorei
    Instagram @brunaestiloitgirl
    Blog | Facebook | Twitter | Canal Youtube 
    Beeijos (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. os livros são beeeem diferentes dos filmes, de maneira que até a história muda! então, vale para conhecer o lado da escritora ^^
      beeijo

      Excluir
  12. Olá, Tamara.
    Gostei bastante da postagem ser o antes e o depois. Já pensei em fazer isso, reler livros que li na infância para ver se tenho a mesma opinião hehe. Eu amava o filme, por isso tentei ler o livro. Mas apesar de achar as edições bem fofinhas, achei o primeiro livro bem infantil e nem consegui terminar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sil!
      Fico feliz que tenha gostado ^^
      eu sempre tenho vontade de reler várias coisas, porque vou esquecendo..
      os livros são realmente infantis lendo hoje em dia.. mas são muito diferentes dos filmes!
      beeijo

      Excluir
  13. Desde quando vi o filme com a Anne, fiquei doida pra ler o livro, porque queria ver mais do que dois filmes e a Disney não fez :( daí em um natal aí (mas faz tempo já), minha irmã me deu de presente o livro de bolso do 1 e 2, aí são 2 em 1 e de bolso, sabe? Melhor coisa! To doida pra ler, mas a capa é tao frágil que eu tenho medo de jogar na mochila e estragar tudo. Adorei a resenha! Já quero ler todos! E agora me arrependo de não ter comprado o 3, 4 e 5.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o filme com a Anne é maravilhoso, mas completamente diferente dos livros!! principalmente o segundo! ahh, eu já vi!! esses livros são ótimos!! nossa, os meus livros são super acabados, porque ficam entrando e saindo de mil bolsas todos os dias heheh
      beeijo

      Excluir
  14. Oiii, tudo bem?
    Adorei a postagem :)
    Eu amava o filme quando mais nova e recentemente tive a oportunidade de ler o livro. Acabei não curtindo, mas talvez por causa disso, da idade e tal. E tem muita coisa que hoje me incomoda, pois estou buscando desconstruir, mas se eu lesse quando criança certamente iria amar e me identificar. E repetindo a sua pergunta: Por quê? Talvez porque sempre li coisas do tipo quando pequena. Mas sinceramente, ainda acho o filme uma gracinha hahhaha
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi Gih! Tudo sim, e você?
      ei também adorava o filme, mas é totalmente diferente do livro né?
      ah, pois é.. se leu recentemente, com certeza não deve gostar, porque é realmente muito infantil. eu acho que só estou curtindo porque lia quando pequena e sou curiosa mesmo.
      beeijo

      Excluir

Subscribe